2.1.14

Começar o ano com o pé esquerdo... ou a receita errada!










A ideia era fazê-lo no Natal. Mas no Natal já havia muitos doces e ainda havia o bolo do pai. Decidi por isso que começar o ano com ela à nossa mesa seria ainda mais perfeito. Afinal de contas, mais do que um tronco de Natal, aquela era a torta da avó. A torta que a minha avó fazia e tão bem... e seria perfeito ter a companhia dela na nossa mesa de inicio de ano. O mote para este desejo foi ter reencontrado a torteira antiga que a minha mãe lhe oferecera há muitos e muitos anos e onde sempre me lembro de ter visto ser servida a dita torta vestida de tronco.

Embora tenha a certeza de o ter, não faço ideia onde pára o livro onde a minha avó tomava nota das suas receitas. Como boa cozinheira que era, a minha avó era mais mulher de tocar de ouvido, mas tenho a certeza de que a sua receita de tronco de Natal estava escrita numa daquelas páginas daquele livro amarelado pelo tempo.

Mas não encontrei e em má hora me lembrei de fazer uma pesquisa na internet onde dei com esta receita que me pareceu credível, mais a mais, por ter a insígnia de uma marca. Puro erro!

Basicamente, tudo o que havia para correr mal, correu. Mesmo sabendo que o meu forno não é de confiança, desta vez até o pobre esteve inocente... E para quem percebe minimamente de cozinha, dava para perceber, à medida que ia seguindo os passos, que a coisa não ia correr como devia, mas ainda assim, insisti. A dado momento, quando percebi que a consistência da pseudo torta era mais uma espécie de brownie do que outra coisa, podia ter salvo a empreitada... mas em vez de pensar e parar a tempo, pensei e segui para bingo e o resultado foi pouco menos do que desastroso. Nem a p*** da cobertura saiu bem, apesar do meu querido chocolate Lindt para culinária! 

Mas se é verdade que a grande motivação deste sobremesa que prometi para dia 1 era ter a companhia da minha avó Fernanda, não deixa de ser curioso que por ter corrido tão mal ela também tenha estado presente. A minha avó era uma cozinheira de mão cheia, mas havia dias em que tudo corria mal e em que, como ela sempre dizia "andava o diabo na cozinha!". Pois, no dia 1 também andou na minha...

Apesar de tudo, consolei-me com a decoração - um bocadito Sweet Paul style - e só pelo trabalho e despesa que tive, arranjei coragem de a levar para casa dos pais e agora partilhá-la por aqui. 

E, repito, se tivesse parado a tempo e tivesse cortado a pseudo massa de torta aos quadradinhos antes de a enrolar, tinha feito uns belos brownies que se tinham comido com prazer, porque o sabor estava bom e a consistência perfeita para um. Mas, depois de enrolada, a sobreposição de camadas ficou uma bomba de chocolate... quase insuportável!

... Enquanto me lembrar desta, só faço sopinha!

8 comentários:

  1. É muito chato quando a receita que se segue não é a melhor. Possivelmente, como sou, também teria continuado a seguir a receita, mesmo que não estivesse a correr muito bem...
    Pelo menos tem uma decoração bonita.

    ResponderEliminar
  2. Pelo aspecto que tinha ninguém dizia que não estava boa. Com os olhos também se come :)

    ResponderEliminar
  3. Eheh!! Como eu sei o que é isso! Já me aconteceu seguir assim uma receita, de um site "credenciado" e blhac...
    Mas sinceramente a olhar para a fotografia, nunda me passaria pela cabeça tal aventura. Ficou tão bonito!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. Mas está com um ar delicioso!
    E digno de Sweet Paul Magazine!

    ResponderEliminar
  5. Que pena, a decoração ficou bem bonita e a torteira é maravilhosa. Adorei a expressão da tua avó e é bem verdade, há dias em que o diabo anda à solta na cozinha. Também fiz uma sobremesa para o dia 31 que correu mal mas a minha mãe e o meu sogro elogiaram e repetiram. Coitados...

    ResponderEliminar
  6. Do sabor não me posso pronunciar, mas gosto muito do aspecto:) Acho que da próxima vez já será receita para dar ao título o nome de " ano com o pé direito" ;) Bom ano!

    ResponderEliminar
  7. Mas olha que tem um aspecto delicioso. Ninguém diria.
    Da próxima corre melhor, tenho a certeza :)
    Bj

    ResponderEliminar
  8. Muito obrigada a todas pelo apoio moral :)

    Agora já passou. Mas se é verdade que de manhã, quando a estava a finalizar ainda me ri sozinha, à tarde, depois do almoço quando a servia ainda chorei de tristeza. Tanto trabalho e carinho e... tudo para o lixo :)

    Um dia destes volto a tentar (outra receita, claro!!!) e prometo partilhar... se for bem sucedida! :)

    ResponderEliminar