17.12.12

Do fim de semana - um presente com futuro














Adoro árvores e tenho pena de não ter terra a que chame minha para as plantar. Esta semana, cruzei-me com pés de árvores a um preço irrecusável e fiquei por momentos a namora-las, enquanto pensava com alguma pena como gostaria de ter onde as ver crescer. Ato contínuo, a pergunta surgiu: mas por que não podia eu compra-las e oferece-las à natureza? E se bem o pensei, melhor o fiz e trouxe comigo um carvalho português [uma das minhas árvores preferidas] e um pinheiro manso. Ao todo, gastei um euro e meio.

Depois foi pensar num sitio que, sendo público, não fosse um jardim municipal e que nos permitisse acompanhar e zelar pelo crescimento das jovens amigas. Identificado o lugar, ontem foi o dia de lhes dar a liberdade para que nasceram. No meio de outras tantas, escolhemos uma clareira para que possam erguer os seus ramos sem restrições.

Se as vicissitudes da estação ajudarem e não houver mão que prefira estragar a ignorar, teremos o privilégio de as ver crescer. Para sermos felizes com o que nos faz felizes não temos de todo de possuir.

Feliz Natal, Natureza!



8 comentários:

  1. Que fantástico Margarida! E se a natureza ajudar, irão crescer lindas e "fortes" :)

    ResponderEliminar
  2. Um dos melhores presentes, preservar a Natureza, cuidar do nosso mundo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. E é no plantar que as coisas belas e lindas nascem!
    ADORO-TE XXXX

    ResponderEliminar
  4. Tens umas ideias maravilhosas... Tão giro. Agora vais ter o prazer das acompanhar e ver crescer.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Lindas!
    Vão crescer! pois aqui tem sol e amor suficiente para o crescimento! beijos
    zizi

    ResponderEliminar
  6. que ideia bonita! isso sim é uma verdadeira prenda de natal! :)

    ResponderEliminar
  7. Olá,
    concordei e amei a atitude.
    Também adoro arvores.
    abraços
    mari

    ResponderEliminar